Compartilhe o nosso portal

Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

São Luís (MA), 5 de junho de 2021

Mão-de-obra carcerária leva governo a disponibilizar bloquetes para municípios

Blocos intertravados de concreto. serão utilizados para pavimentar vias públicas em Aldeias Altas, Apicum-Açu, Bom Lugar e Paulo Ramos. Os bloquetes são fruto de outro programa, o de inserção de apenados do sistema carcerário, buscando sua recuperação social.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Governador firma parceria com prefeitos para bloquetar ruas com produção de mão-de-obra carcerária

As ruas de municípios do interior do Maranhão serão melhoradas com a iniciativa do Governo do Estado. Nesta terça-feira (18), no Palácio dos Leões, o governador Flávio Dino assinou acordo de cooperação técnica e termo de doação de blocos intertravados de concreto. Os itens serão utilizados para pavimentar vias públicas em Aldeias Altas, Apicum-Açu, Bom Lugar e Paulo Ramos. Os bloquetes são fruto de outro programa, o de inserção de apenados do sistema carcerário, buscando sua recuperação social.

“Temos o Mutirão Rua Digna, que resultou em centenas de vias urbanas pavimentadas com a parceria do Governo, prefeituras, associações e sociedade. Estamos fortalecendo essa linha de trabalho, na medida em que o sistema penitenciário amplia sua capacidade de produção e, com isso, conseguiremos atender mais cidades. Hoje, serão quatro municípios e outros virão, pois isso significa melhoria de vida à população e geração de trabalho e renda nos municípios do nosso estado”, frisou o governador Flávio Dino.

A atitude municipalista do governador Flávio Dino, na qual o Governo doa os bloquetes e as prefeituras doam o assentamento, transformando ruas de lama e poeira em ruas dignas, segundo detalha o programa. E acrescenta ainda que “a grande conquista dele é o melhoramento das ruas e do tráfego das cidades”. O acordo foi celebrado entre Governo, por meio das Secretarias de Estado de Governo (Segov) e de Administração Penitenciária (SEAP), com as prefeituras contempladas.

A fabricação de blocos é um dos projetos do programa Trabalho com Dignidade, idealizado e executado pela SEAP. O foco é a inserção de mão de obra carcerária na produção de artefatos de concreto para uso em pavimentações. A oficina de trabalho objetiva, principalmente, a profissionalização de internos.

“É um projeto inovador no Brasil. Nossa pretensão é, até o final do ano, instalar cerca de 100 fábricas, para atender a todo o Maranhão. Agradecemos a confiança do governador neste projeto e a SEAP trabalha diuturnamente para manter a produção. Inovamos, premiando os internos e servidores e conseguimos aumentar a produção, podendo assim atender mais cidades”, frisou o titular da SEAP, Murilo Andrade.

O prefeito de Aldeias Altas, Kedson Araújo, destacou a satisfação em ser contemplado pelo Governo. “Os bloquetes serão aplicados de forma muito responsável, levando aos bairros mais carentes uma rua digna. Parabenizo o governador por sempre enxergar os mais humildes e carentes do nosso estado”, enfatizou.

A prefeita de Bom Lugar, Marlene Miranda, frisou “o compromisso da gestão com o povo e um governador parceiro, que vai nos ajudar a fazer de Bom Lugar uma cidade cada vez melhor”. A pavimentação de vias públicas com os blocos intertravados de concreto (bloquetes) vem incentivando o trabalho, a iniciativa popular, além de gerar emprego e renda. Os blocos de concreto são produzidos por detentos do sistema penitenciário de Pedrinhas, contribuindo para a ressocialização e remissão de pena.

Atualmente, a SEAP coordena 30 fábricas de blocos, com produção mensal de 40 mil blocos e mão de obra de 170 internos. A expectativa é que, até o fim deste semestre, alcance 64 fábricas com inserção de mais 612 internos no trabalho.

Governador Flávio Dino, ao lado de prefeitos e prefeitas, após a solenidade

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *