Vítima do corona vírus, morre aos 80 anos o deputado estadual Zé Gentil, pai do atual prefeito de Caxias

O Deputado Zé Gentil faleceu aos 80 anos
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Aos 80 anos de idade, faleceu,  nesta segunda-feira (15), o deputado estadual José Gentil. Ele foi mais uma vítima da Covid-19, depois de ficar internado por quase um mês num hospital da Unimed, de Teresina, capital do Piauí. No dia 7 de junho, boletim médico dizia que seu estado havia se agravado, pelo fato de ser diabético, hipertenso e ter idade elevada. Na madrugada de hoje, não resistiu e veio a óbito.

José Gentil Rosa, mais conhecido como Zé Gentil, foi empresário. Nasceu no dia 18 de maio de 1940, na cidade de Caxias (MA).  Exerceu vários cargos públicos, pelos quais trabalhou muito pelas causas de interesse da população caxiense e de outros municípios do Maranhão: secretário municipal, vereador de Caxias e deputado estadual por três mandatos, além de ser da legislatura dos parlamentares que elaboraram a atual Constituição do Maranhão, promulgada em 5 de outubro de 1989.

Por ter consolidado uma trajetória de muita atitude, firmeza e experiência de vida, popularizou-se entre o povo maranhense pela expressão: “O Zé Gentil não tira assinatura depois que assina!”. Também a que dizia: “O Zé Gentil não morre e nem fica pobre”, referência ao fato de ele já ter sofrido vários acidentes, inclusive um de avião e outro de trem.

Depois de ficar afastado da política, por um bom tempo, envolveu-se com a eleição do filho, Fábio Gentil (Republicanos) para a Prefeitura de Caxias, num pleito com eleição características plebiscitárias. Isso o animou a  retornar à atividade que tão bem exercia, submetendo-se novamente ao crivo popular. Foi eleito em 2018 com 62.364 votos.  Só em Caxias, teve 31.487 votos, voltando a dedicar-se com zelo ao mandato de deputado estadual, onde foi autor do projeto RG+.

Como o próprio nome indica, Zé Gentil era um cidadão de fino trato, amável com todos, conhecesse ou não. Vai fazer falta aos caxienses que, em dois anos, perde dois dos seus principais líderes políticos. O outro, o deputado Humberto Coutinho, vítima de um câncer quando exercia o cargo de presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão.

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *